1.8.06

 
PEDRA NO SAPATO
O Sindicato da Cerâmica e Construção do Centro deu ontem à empresa Egran um prazo até 7 de Setembro para esta pagar as prestações em atraso devidas aos antigos trabalhadores, findo o qual promete endurecer a luta.
Será que o deputado Baptista podia pedir ao seu amigo Tavares Rico para ajudar esta gente? Perguntar não ofende e como conhecem de perto esta realidade...

Comments:
António Costa, Luís Amado , Severiano Teixeira e Jaime Silva são os quatro ministros que vão assegurar as funções de Governo durante o mês de Agosto. José Sócrates partiu ontem para uma semana de férias em parte incerta.

O ministro da Administração Interna, "número dois" do executivo, vai ficar de prevenção em época de fogos florestais. António Costa vai assumir as funções de primeiro-ministro, numa altura em que o chefe do executivo, José Sócrates, começou ontemum período de férias de uma semana, segundo disse à Lusa fonte governamental. De acordo com o gabinete de Costa, depois de descansar uns dias em Abril, "não estão previstas quaisquer férias" para o ministro.

Luís Amado, Ministro dos Negócios Estrangeiros, foi outro dos governantes que não escaparam aos "trabalhos de Verão". Preparado para iniciar férias na primeira quinzena do mês, o governante foi convocado para um conselho extraordinário da União Europeia, dedicado à situação do conflito israelo-libanês. Segundo adiantou anteontem à 2 no programa "Diga lá Excelência", o ministro adiantou que as suas férias ficam adiadas, sem data marcada.

Nuno Severiano Teixeira, recém-empossado na pasta da Defesa, também fica pelo Terreiro do Paço em Agosto . De acordo com o gabinete de imprensa do MNE, Severiano Teixeira planeia tirar uns dias de descanso, "mas não sabe quando vai de férias".

O ministro da Agricultura Desenvolvimento Rural e Pescas, Jaime Silva, completa o rol: esteve de férias nas últimas três semanas em Julho, num "descanso repartido entre a costa vicentina e Almeida, no distrito da Guarda", diz o seu gabinete.

Ministros preferem Portugal

Os ministros que vão de férias em Agosto preferem Portugal como destino turístico. Num ano em que ainda se fala pouco de retoma económica, a maioria dos governantes vai "para fora cá dentro".

O Ministro da Economia e Inovação, Manuel Pinho, está de férias desde a última semana de Julho no Algarve. O ministro parte depois para o Brasil, onde ficará na primeira semana de Agosto, interrompendo-as para participar na visita de José Sócrates àquele país.

Teixeira dos Santos, titular da pasta das Finanças, vai também de férias em Agosto, de 4 a 24. O local, segundo o seu gabinete, "não está previsto ser no estrangeiro". Teixeira dos Santos tem uma casa em Vila Nova de Cerveira. No Ministério das Obras Públicas, Transportes e Telecomunicações, Mário Lino parte na segunda quinzena de Agosto para Altura, no Algarve.

Perto de Lisboa ficou o ministro da Saúde, Correia de Campos. De acordo com o gabinete do governante, este escolheu os "arredores da capital" para passar férias. Alberto Costa, titular da Justiça, goza três semanas em Agosto entre Portugal e estrangeiro .

Ir de férias a meio de Agosto sem divulgar para onde, é apanágio de vários ministros. Vieira da Silva, titular do Trabalho e da Solidariedade Social vai de férias na segunda quinzena de Agosto "sem destino", diz o seu gabinete. O Ministro do Ambiente, Nunes Correia, descansa nas duas últimas semanas de Agosto, em parte incerta. Pedro Silva Pereira, Ministro da Presidência, vai de férias na primeira quinzena do mês sem dizer para onde. Na pasta da Cultura, Isabel Pires de Lima ruma durante duas semanas ao estrangeiro, prometendo dizer o local, "mas só à chegada".

Oposição ruma ao Sul

Para os líderes dos partidos da oposição, o Sul do país é o destino de eleição. Marques Mendes, líder do PSD, vai passar a primeira quinzena de Agosto em Vilamoura, na sua casa de família. Jerónimo de Sousa e Heloísa Apolónia, do PCP e Verdes, preferem o litoral alentejano. Ribeiro e Castro parte para férias familiares no concelho de Odemira, viajando depois pela Europa ou em Portugal. Francisco Louçã, como habitualmente, passa duas semanas de Agosto na ilha Graciosa, nos Açores.
 
António Costa, Luís Amado , Severiano Teixeira e Jaime Silva são os quatro ministros que vão assegurar as funções de Governo durante o mês de Agosto. José Sócrates partiu ontem para uma semana de férias em parte incerta.

O ministro da Administração Interna, "número dois" do executivo, vai ficar de prevenção em época de fogos florestais. António Costa vai assumir as funções de primeiro-ministro, numa altura em que o chefe do executivo, José Sócrates, começou ontemum período de férias de uma semana, segundo disse à Lusa fonte governamental. De acordo com o gabinete de Costa, depois de descansar uns dias em Abril, "não estão previstas quaisquer férias" para o ministro.

Luís Amado, Ministro dos Negócios Estrangeiros, foi outro dos governantes que não escaparam aos "trabalhos de Verão". Preparado para iniciar férias na primeira quinzena do mês, o governante foi convocado para um conselho extraordinário da União Europeia, dedicado à situação do conflito israelo-libanês. Segundo adiantou anteontem à 2 no programa "Diga lá Excelência", o ministro adiantou que as suas férias ficam adiadas, sem data marcada.

Nuno Severiano Teixeira, recém-empossado na pasta da Defesa, também fica pelo Terreiro do Paço em Agosto . De acordo com o gabinete de imprensa do MNE, Severiano Teixeira planeia tirar uns dias de descanso, "mas não sabe quando vai de férias".

O ministro da Agricultura Desenvolvimento Rural e Pescas, Jaime Silva, completa o rol: esteve de férias nas últimas três semanas em Julho, num "descanso repartido entre a costa vicentina e Almeida, no distrito da Guarda", diz o seu gabinete.

Ministros preferem Portugal

Os ministros que vão de férias em Agosto preferem Portugal como destino turístico. Num ano em que ainda se fala pouco de retoma económica, a maioria dos governantes vai "para fora cá dentro".

O Ministro da Economia e Inovação, Manuel Pinho, está de férias desde a última semana de Julho no Algarve. O ministro parte depois para o Brasil, onde ficará na primeira semana de Agosto, interrompendo-as para participar na visita de José Sócrates àquele país.

Teixeira dos Santos, titular da pasta das Finanças, vai também de férias em Agosto, de 4 a 24. O local, segundo o seu gabinete, "não está previsto ser no estrangeiro". Teixeira dos Santos tem uma casa em Vila Nova de Cerveira. No Ministério das Obras Públicas, Transportes e Telecomunicações, Mário Lino parte na segunda quinzena de Agosto para Altura, no Algarve.

Perto de Lisboa ficou o ministro da Saúde, Correia de Campos. De acordo com o gabinete do governante, este escolheu os "arredores da capital" para passar férias. Alberto Costa, titular da Justiça, goza três semanas em Agosto entre Portugal e estrangeiro .

Ir de férias a meio de Agosto sem divulgar para onde, é apanágio de vários ministros. Vieira da Silva, titular do Trabalho e da Solidariedade Social vai de férias na segunda quinzena de Agosto "sem destino", diz o seu gabinete. O Ministro do Ambiente, Nunes Correia, descansa nas duas últimas semanas de Agosto, em parte incerta. Pedro Silva Pereira, Ministro da Presidência, vai de férias na primeira quinzena do mês sem dizer para onde. Na pasta da Cultura, Isabel Pires de Lima ruma durante duas semanas ao estrangeiro, prometendo dizer o local, "mas só à chegada".

Oposição ruma ao Sul

Para os líderes dos partidos da oposição, o Sul do país é o destino de eleição. Marques Mendes, líder do PSD, vai passar a primeira quinzena de Agosto em Vilamoura, na sua casa de família. Jerónimo de Sousa e Heloísa Apolónia, do PCP e Verdes, preferem o litoral alentejano. Ribeiro e Castro parte para férias familiares no concelho de Odemira, viajando depois pela Europa ou em Portugal. Francisco Louçã, como habitualmente, passa duas semanas de Agosto na ilha Graciosa, nos Açores.
 
António Costa, Luís Amado , Severiano Teixeira e Jaime Silva são os quatro ministros que vão assegurar as funções de Governo durante o mês de Agosto. José Sócrates partiu ontem para uma semana de férias em parte incerta.

O ministro da Administração Interna, "número dois" do executivo, vai ficar de prevenção em época de fogos florestais. António Costa vai assumir as funções de primeiro-ministro, numa altura em que o chefe do executivo, José Sócrates, começou ontemum período de férias de uma semana, segundo disse à Lusa fonte governamental. De acordo com o gabinete de Costa, depois de descansar uns dias em Abril, "não estão previstas quaisquer férias" para o ministro.

Luís Amado, Ministro dos Negócios Estrangeiros, foi outro dos governantes que não escaparam aos "trabalhos de Verão". Preparado para iniciar férias na primeira quinzena do mês, o governante foi convocado para um conselho extraordinário da União Europeia, dedicado à situação do conflito israelo-libanês. Segundo adiantou anteontem à 2 no programa "Diga lá Excelência", o ministro adiantou que as suas férias ficam adiadas, sem data marcada.

Nuno Severiano Teixeira, recém-empossado na pasta da Defesa, também fica pelo Terreiro do Paço em Agosto . De acordo com o gabinete de imprensa do MNE, Severiano Teixeira planeia tirar uns dias de descanso, "mas não sabe quando vai de férias".

O ministro da Agricultura Desenvolvimento Rural e Pescas, Jaime Silva, completa o rol: esteve de férias nas últimas três semanas em Julho, num "descanso repartido entre a costa vicentina e Almeida, no distrito da Guarda", diz o seu gabinete.

Ministros preferem Portugal

Os ministros que vão de férias em Agosto preferem Portugal como destino turístico. Num ano em que ainda se fala pouco de retoma económica, a maioria dos governantes vai "para fora cá dentro".

O Ministro da Economia e Inovação, Manuel Pinho, está de férias desde a última semana de Julho no Algarve. O ministro parte depois para o Brasil, onde ficará na primeira semana de Agosto, interrompendo-as para participar na visita de José Sócrates àquele país.

Teixeira dos Santos, titular da pasta das Finanças, vai também de férias em Agosto, de 4 a 24. O local, segundo o seu gabinete, "não está previsto ser no estrangeiro". Teixeira dos Santos tem uma casa em Vila Nova de Cerveira. No Ministério das Obras Públicas, Transportes e Telecomunicações, Mário Lino parte na segunda quinzena de Agosto para Altura, no Algarve.

Perto de Lisboa ficou o ministro da Saúde, Correia de Campos. De acordo com o gabinete do governante, este escolheu os "arredores da capital" para passar férias. Alberto Costa, titular da Justiça, goza três semanas em Agosto entre Portugal e estrangeiro .

Ir de férias a meio de Agosto sem divulgar para onde, é apanágio de vários ministros. Vieira da Silva, titular do Trabalho e da Solidariedade Social vai de férias na segunda quinzena de Agosto "sem destino", diz o seu gabinete. O Ministro do Ambiente, Nunes Correia, descansa nas duas últimas semanas de Agosto, em parte incerta. Pedro Silva Pereira, Ministro da Presidência, vai de férias na primeira quinzena do mês sem dizer para onde. Na pasta da Cultura, Isabel Pires de Lima ruma durante duas semanas ao estrangeiro, prometendo dizer o local, "mas só à chegada".

Oposição ruma ao Sul

Para os líderes dos partidos da oposição, o Sul do país é o destino de eleição. Marques Mendes, líder do PSD, vai passar a primeira quinzena de Agosto em Vilamoura, na sua casa de família. Jerónimo de Sousa e Heloísa Apolónia, do PCP e Verdes, preferem o litoral alentejano. Ribeiro e Castro parte para férias familiares no concelho de Odemira, viajando depois pela Europa ou em Portugal. Francisco Louçã, como habitualmente, passa duas semanas de Agosto na ilha Graciosa, nos Açores.
 
António Costa, Luís Amado , Severiano Teixeira e Jaime Silva são os quatro ministros que vão assegurar as funções de Governo durante o mês de Agosto. José Sócrates partiu ontem para uma semana de férias em parte incerta.

O ministro da Administração Interna, "número dois" do executivo, vai ficar de prevenção em época de fogos florestais. António Costa vai assumir as funções de primeiro-ministro, numa altura em que o chefe do executivo, José Sócrates, começou ontemum período de férias de uma semana, segundo disse à Lusa fonte governamental. De acordo com o gabinete de Costa, depois de descansar uns dias em Abril, "não estão previstas quaisquer férias" para o ministro.

Luís Amado, Ministro dos Negócios Estrangeiros, foi outro dos governantes que não escaparam aos "trabalhos de Verão". Preparado para iniciar férias na primeira quinzena do mês, o governante foi convocado para um conselho extraordinário da União Europeia, dedicado à situação do conflito israelo-libanês. Segundo adiantou anteontem à 2 no programa "Diga lá Excelência", o ministro adiantou que as suas férias ficam adiadas, sem data marcada.

Nuno Severiano Teixeira, recém-empossado na pasta da Defesa, também fica pelo Terreiro do Paço em Agosto . De acordo com o gabinete de imprensa do MNE, Severiano Teixeira planeia tirar uns dias de descanso, "mas não sabe quando vai de férias".

O ministro da Agricultura Desenvolvimento Rural e Pescas, Jaime Silva, completa o rol: esteve de férias nas últimas três semanas em Julho, num "descanso repartido entre a costa vicentina e Almeida, no distrito da Guarda", diz o seu gabinete.

Ministros preferem Portugal

Os ministros que vão de férias em Agosto preferem Portugal como destino turístico. Num ano em que ainda se fala pouco de retoma económica, a maioria dos governantes vai "para fora cá dentro".

O Ministro da Economia e Inovação, Manuel Pinho, está de férias desde a última semana de Julho no Algarve. O ministro parte depois para o Brasil, onde ficará na primeira semana de Agosto, interrompendo-as para participar na visita de José Sócrates àquele país.

Teixeira dos Santos, titular da pasta das Finanças, vai também de férias em Agosto, de 4 a 24. O local, segundo o seu gabinete, "não está previsto ser no estrangeiro". Teixeira dos Santos tem uma casa em Vila Nova de Cerveira. No Ministério das Obras Públicas, Transportes e Telecomunicações, Mário Lino parte na segunda quinzena de Agosto para Altura, no Algarve.

Perto de Lisboa ficou o ministro da Saúde, Correia de Campos. De acordo com o gabinete do governante, este escolheu os "arredores da capital" para passar férias. Alberto Costa, titular da Justiça, goza três semanas em Agosto entre Portugal e estrangeiro .

Ir de férias a meio de Agosto sem divulgar para onde, é apanágio de vários ministros. Vieira da Silva, titular do Trabalho e da Solidariedade Social vai de férias na segunda quinzena de Agosto "sem destino", diz o seu gabinete. O Ministro do Ambiente, Nunes Correia, descansa nas duas últimas semanas de Agosto, em parte incerta. Pedro Silva Pereira, Ministro da Presidência, vai de férias na primeira quinzena do mês sem dizer para onde. Na pasta da Cultura, Isabel Pires de Lima ruma durante duas semanas ao estrangeiro, prometendo dizer o local, "mas só à chegada".

Oposição ruma ao Sul

Para os líderes dos partidos da oposição, o Sul do país é o destino de eleição. Marques Mendes, líder do PSD, vai passar a primeira quinzena de Agosto em Vilamoura, na sua casa de família. Jerónimo de Sousa e Heloísa Apolónia, do PCP e Verdes, preferem o litoral alentejano. Ribeiro e Castro parte para férias familiares no concelho de Odemira, viajando depois pela Europa ou em Portugal. Francisco Louçã, como habitualmente, passa duas semanas de Agosto na ilha Graciosa, nos Açores.
 
António Costa, Luís Amado , Severiano Teixeira e Jaime Silva são os quatro ministros que vão assegurar as funções de Governo durante o mês de Agosto. José Sócrates partiu ontem para uma semana de férias em parte incerta.

O ministro da Administração Interna, "número dois" do executivo, vai ficar de prevenção em época de fogos florestais. António Costa vai assumir as funções de primeiro-ministro, numa altura em que o chefe do executivo, José Sócrates, começou ontemum período de férias de uma semana, segundo disse à Lusa fonte governamental. De acordo com o gabinete de Costa, depois de descansar uns dias em Abril, "não estão previstas quaisquer férias" para o ministro.

Luís Amado, Ministro dos Negócios Estrangeiros, foi outro dos governantes que não escaparam aos "trabalhos de Verão". Preparado para iniciar férias na primeira quinzena do mês, o governante foi convocado para um conselho extraordinário da União Europeia, dedicado à situação do conflito israelo-libanês. Segundo adiantou anteontem à 2 no programa "Diga lá Excelência", o ministro adiantou que as suas férias ficam adiadas, sem data marcada.

Nuno Severiano Teixeira, recém-empossado na pasta da Defesa, também fica pelo Terreiro do Paço em Agosto . De acordo com o gabinete de imprensa do MNE, Severiano Teixeira planeia tirar uns dias de descanso, "mas não sabe quando vai de férias".

O ministro da Agricultura Desenvolvimento Rural e Pescas, Jaime Silva, completa o rol: esteve de férias nas últimas três semanas em Julho, num "descanso repartido entre a costa vicentina e Almeida, no distrito da Guarda", diz o seu gabinete.

Ministros preferem Portugal

Os ministros que vão de férias em Agosto preferem Portugal como destino turístico. Num ano em que ainda se fala pouco de retoma económica, a maioria dos governantes vai "para fora cá dentro".

O Ministro da Economia e Inovação, Manuel Pinho, está de férias desde a última semana de Julho no Algarve. O ministro parte depois para o Brasil, onde ficará na primeira semana de Agosto, interrompendo-as para participar na visita de José Sócrates àquele país.

Teixeira dos Santos, titular da pasta das Finanças, vai também de férias em Agosto, de 4 a 24. O local, segundo o seu gabinete, "não está previsto ser no estrangeiro". Teixeira dos Santos tem uma casa em Vila Nova de Cerveira. No Ministério das Obras Públicas, Transportes e Telecomunicações, Mário Lino parte na segunda quinzena de Agosto para Altura, no Algarve.

Perto de Lisboa ficou o ministro da Saúde, Correia de Campos. De acordo com o gabinete do governante, este escolheu os "arredores da capital" para passar férias. Alberto Costa, titular da Justiça, goza três semanas em Agosto entre Portugal e estrangeiro .

Ir de férias a meio de Agosto sem divulgar para onde, é apanágio de vários ministros. Vieira da Silva, titular do Trabalho e da Solidariedade Social vai de férias na segunda quinzena de Agosto "sem destino", diz o seu gabinete. O Ministro do Ambiente, Nunes Correia, descansa nas duas últimas semanas de Agosto, em parte incerta. Pedro Silva Pereira, Ministro da Presidência, vai de férias na primeira quinzena do mês sem dizer para onde. Na pasta da Cultura, Isabel Pires de Lima ruma durante duas semanas ao estrangeiro, prometendo dizer o local, "mas só à chegada".

Oposição ruma ao Sul

Para os líderes dos partidos da oposição, o Sul do país é o destino de eleição. Marques Mendes, líder do PSD, vai passar a primeira quinzena de Agosto em Vilamoura, na sua casa de família. Jerónimo de Sousa e Heloísa Apolónia, do PCP e Verdes, preferem o litoral alentejano. Ribeiro e Castro parte para férias familiares no concelho de Odemira, viajando depois pela Europa ou em Portugal. Francisco Louçã, como habitualmente, passa duas semanas de Agosto na ilha Graciosa, nos Açores.
 
o zé beto tá no sobral cid porque é maluquinho ou porque é esperto?
 
O primeiro-ministro foi jantar na quinta-feira com a namorada, Fernanda Câncio, e amigos, entre os quais Edite Estrela. Escolheram um restaurante em Lisboa, na zona de Alcântara, cuja especialidade é comida italiana. Santana Lopes é um dos clientes habituais.






Antes das férias – que começaram ontem em local incerto e se prolongam por uma semana –, o primeiro-ministro foi jantar na passada quinta-feira na companhia da namorada, a jornalista Fernanda Câncio, e de outras individualidades, entre elas a eurodeputada Edite Estrela. O grupo escolheu o restaurante Zoco – do qual o ex-primeiro-ministro Pedro Santana Lopes é cliente habitual e cuja especialidade é comida italiana –, de onde saíram por volta da 01h00.

Esta é mais uma aparição do casal, que teima em não assumir a relação. Aliás, têm sido sempre muito discretos quando aparecem juntos, mas Fernanda mantém-se uma presença constante na vida pessoal e profissional do político.

Em meados de 2005, foi conhecido o romance, apesar de nenhum dos dois falar do assunto. No final desse ano, o casal rumou à Suíça, onde esteve quatro dias, na companhia dos filhos do primeiro-ministro, José Miguel e Duarte. Foi nestas curtas férias que Sócrates sofreu um pequeno acidente enquanto esquiava numa estância turística, tendo-lhe sido diagnosticado um estiramento num joelho. Sempre na companhia dos filhos, Sócrates voltou a tirar uns dias, em Fevereiro deste ano, para gozar o Carnaval na Madeira. E, mais uma vez, a jornalista acompanhou o namorado.

No que concerne à vida profissional, Fernanda Câncio tenta sempre apoiar Sócrates e fê-lo no discurso do primeiro aniversário do Governo PS, em Março passado.

CIOSA DA SUA PRIVACIDADE

Ser namorada do primeiro-ministro não é fácil, ainda para mais quando se é jornalista. Quando se soube que Fernanda Câncio era a companheira de José Sócrates, houve quem criticasse se ela teria capacidade de isenção e imparcialidade. Mas, em entrevista ao CM, que data de Novembro de 2005, Fernanda Câncio fez questão de afirmar que nunca abandonaria o jornalismo. Ciosa da sua privacidade, a jornalista não gosta de falar sobre a vida privada. Pouco se sabe sobre ela, apenas que é uma mulher de causas e adepta da internet, participando no blogue Glória Fácil (www.gloriafacil.blogspot.com). No final de 2005, Fernanda Câncio foi distinguida pela associação ILGA Portugal, com o Prémio Arco-Íris pelo seu contributo na luta contra a homofobia.
 
O primeiro-ministro foi jantar na quinta-feira com a namorada, Fernanda Câncio, e amigos, entre os quais Edite Estrela. Escolheram um restaurante em Lisboa, na zona de Alcântara, cuja especialidade é comida italiana. Santana Lopes é um dos clientes habituais.






Antes das férias – que começaram ontem em local incerto e se prolongam por uma semana –, o primeiro-ministro foi jantar na passada quinta-feira na companhia da namorada, a jornalista Fernanda Câncio, e de outras individualidades, entre elas a eurodeputada Edite Estrela. O grupo escolheu o restaurante Zoco – do qual o ex-primeiro-ministro Pedro Santana Lopes é cliente habitual e cuja especialidade é comida italiana –, de onde saíram por volta da 01h00.

Esta é mais uma aparição do casal, que teima em não assumir a relação. Aliás, têm sido sempre muito discretos quando aparecem juntos, mas Fernanda mantém-se uma presença constante na vida pessoal e profissional do político.

Em meados de 2005, foi conhecido o romance, apesar de nenhum dos dois falar do assunto. No final desse ano, o casal rumou à Suíça, onde esteve quatro dias, na companhia dos filhos do primeiro-ministro, José Miguel e Duarte. Foi nestas curtas férias que Sócrates sofreu um pequeno acidente enquanto esquiava numa estância turística, tendo-lhe sido diagnosticado um estiramento num joelho. Sempre na companhia dos filhos, Sócrates voltou a tirar uns dias, em Fevereiro deste ano, para gozar o Carnaval na Madeira. E, mais uma vez, a jornalista acompanhou o namorado.

No que concerne à vida profissional, Fernanda Câncio tenta sempre apoiar Sócrates e fê-lo no discurso do primeiro aniversário do Governo PS, em Março passado.

CIOSA DA SUA PRIVACIDADE

Ser namorada do primeiro-ministro não é fácil, ainda para mais quando se é jornalista. Quando se soube que Fernanda Câncio era a companheira de José Sócrates, houve quem criticasse se ela teria capacidade de isenção e imparcialidade. Mas, em entrevista ao CM, que data de Novembro de 2005, Fernanda Câncio fez questão de afirmar que nunca abandonaria o jornalismo. Ciosa da sua privacidade, a jornalista não gosta de falar sobre a vida privada. Pouco se sabe sobre ela, apenas que é uma mulher de causas e adepta da internet, participando no blogue Glória Fácil (www.gloriafacil.blogspot.com). No final de 2005, Fernanda Câncio foi distinguida pela associação ILGA Portugal, com o Prémio Arco-Íris pelo seu contributo na luta contra a homofobia.
 
O primeiro-ministro foi jantar na quinta-feira com a namorada, Fernanda Câncio, e amigos, entre os quais Edite Estrela. Escolheram um restaurante em Lisboa, na zona de Alcântara, cuja especialidade é comida italiana. Santana Lopes é um dos clientes habituais.






Antes das férias – que começaram ontem em local incerto e se prolongam por uma semana –, o primeiro-ministro foi jantar na passada quinta-feira na companhia da namorada, a jornalista Fernanda Câncio, e de outras individualidades, entre elas a eurodeputada Edite Estrela. O grupo escolheu o restaurante Zoco – do qual o ex-primeiro-ministro Pedro Santana Lopes é cliente habitual e cuja especialidade é comida italiana –, de onde saíram por volta da 01h00.

Esta é mais uma aparição do casal, que teima em não assumir a relação. Aliás, têm sido sempre muito discretos quando aparecem juntos, mas Fernanda mantém-se uma presença constante na vida pessoal e profissional do político.

Em meados de 2005, foi conhecido o romance, apesar de nenhum dos dois falar do assunto. No final desse ano, o casal rumou à Suíça, onde esteve quatro dias, na companhia dos filhos do primeiro-ministro, José Miguel e Duarte. Foi nestas curtas férias que Sócrates sofreu um pequeno acidente enquanto esquiava numa estância turística, tendo-lhe sido diagnosticado um estiramento num joelho. Sempre na companhia dos filhos, Sócrates voltou a tirar uns dias, em Fevereiro deste ano, para gozar o Carnaval na Madeira. E, mais uma vez, a jornalista acompanhou o namorado.

No que concerne à vida profissional, Fernanda Câncio tenta sempre apoiar Sócrates e fê-lo no discurso do primeiro aniversário do Governo PS, em Março passado.

CIOSA DA SUA PRIVACIDADE

Ser namorada do primeiro-ministro não é fácil, ainda para mais quando se é jornalista. Quando se soube que Fernanda Câncio era a companheira de José Sócrates, houve quem criticasse se ela teria capacidade de isenção e imparcialidade. Mas, em entrevista ao CM, que data de Novembro de 2005, Fernanda Câncio fez questão de afirmar que nunca abandonaria o jornalismo. Ciosa da sua privacidade, a jornalista não gosta de falar sobre a vida privada. Pouco se sabe sobre ela, apenas que é uma mulher de causas e adepta da internet, participando no blogue Glória Fácil (www.gloriafacil.blogspot.com). No final de 2005, Fernanda Câncio foi distinguida pela associação ILGA Portugal, com o Prémio Arco-Íris pelo seu contributo na luta contra a homofobia.
 
Estes artistas Socialistas quando lhes chegam à 'ferida' põem-se aqui a divagar com comentários para disfarçar.
É por mais evidente que o Sr. Deputado Vitor Batista que foi durante anos Administrador desta empresa EGRAN, a que se seguiram outros Socialistas, levaram a que esteja hoje em agonia.
Mas quando deu para o torto... Rabo entre as Pernas... e alas que se faz tarde... e fingem que não é nada com eles.
Mais um dos bom exemplos.
Monteiro
 
Oh Monteiro, já para não falar do Tavares de Almeida que foi dono.
 
... e quando ela esteve no ICERR !?

Foram só "boas" administrações !..
 
Está confirmado. O Jovem das escolas de Coimbra regressa da Invicta. É mais uma transferência do Porto para Coimbra.
Campos assume o comando do Eirense, já a partir desta temporada. Com ele podem chegar alguns pontas de lança e um guarda marketeer. É público que podem vir dos lados do time do dono do Continente, do Taveirense e do Cidade de Coimbra. Vamos ver se estes reforços chegam para a equipa ser notícia na europa, ou se apenas, vão servir para ficar acima da linha de água.
 
há para aqui quem escreva comentários sem estarem relacionados com o assunto julgando que os outros são parvos...
parem lá com as cortinas de fumo,que o vento decipa tudo e fica tudo ao léu na mesma.
 
Empresa do consórcio
VentoNorte


SUZLON ganha parques eólicos em
Penamacor

40 MW com
possibilidade de mais 40 MW no Sabugal

Lisboa, 2 de Agosto de
2006 – O Fabricante
de Geradores Eólicos de origem Indiana, SUZLON WIND ENERGY A/S, concluiu as
negociações com o Promotor Eólico TECNEIRA- Tecnologias Energéticas, SA.
(do Grupo CME), para o fornecimento de 19 Aerogeradores que vão ser instalados
em dois Parques
Eólicos no Concelho de Penamacor, com uma potência instalada
total de 40 MW.

Decorrem ainda as negociações para a eventual instalação de mais
40 MW para um Parque situado no Concelho do Sabugal, do mesmo
Promotor.

Com este Contrato e com outro assinado com um Promotor na Itália,
na passada semana, a SUZLON WIND
ENERGY inicia a sua expansão no mercado Europeu, consolidando assim uma
estratégia de internacionalização implementada nos últimos 3-4 anos, que já
conta com importantes eventos:

·
Aquisição
de uma empresa de tecnologia eólica na cidade de Rostock,
Alemanha.
·
Aquisição
de uma empresa especializada em aerodinâmica na
Holanda (para o desenvolvimento das pás dos
Aerogeradores).
·
Deslocalização da Sede de Operações
Internacionais (fora do mercado Indiano) para a
Dinamarca.
·
Estabelecimento de Joint Ventures com importantes
Fabricantes Internacionais de Componentes, para fabrico próprio de geradores
(ELIN) e multiplicadores (Flender).
·
Aquisição
recente do Fabricante de multiplicadores Hansen
(Bélgica).
·
Construção de uma Fábrica de Pás e
de um Centro de Logística nos EUA.
·
Construção de uma Fábrica de
Aerogeradores completa na China.
·
Contratos
de fornecimento de Aerogeradores para os EUA (em 2006 serão instalados mais de
300 MW), China, Coreia, Austrália, Itália e agora
Portugal.

No âmbito desta estratégia de internacionalização, está prevista a
construção de um Complexo Industrial (uma Fábrica de Pás e Torres) e de um
Centro de Logística, na Europa, sendo Portugal um dos candidatos a essa localização (a
par da Itália).

A opção da localização no nosso país, depende em grande parte do
resultado do Concurso de Adjudicação de Licenças de Interligação lançado pela
DGGE, pois a SUZLON integra o Consórcio VentoNorte, que é um dos
Concorrentes.
 
Porque cheira mal os xuxas põem-se a assobiar, como se não fosse nada com eles...
Os PSD's também não são melhores.
É a esta corja que nós entregamos o nosso futuro???.
Monteiro
 
Enviar um comentário



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?